sábado, 22 de agosto de 2015

Ciência tenta explicar fatos narrados na Bíblia Sagrada e encontra indícios de que foram reais

Ciência tenta explicar fatos narrados na Bíblia Sagrada e encontra indícios de que foram reaisPesquisadores diversos ao redor do mundo se debruçam sobre as narrativas bíblicas para, através da ciência, comprovar os relatos ou desmistificá-los. Dentre os eventos que mais intrigam os céticos estão a destruição de Sodoma e Gomorra, a caminhada de Jesus sobre as águas e as dez pragas do Egito. 

O portal Cracked reuniu cinco teorias científicas que tentam explicar acontecimentos bíblicos sob a perspectiva da ciência e, com a combinação de muitas possibilidades, certificam que as narrativas podem ser reais.

Davi x Golias 

O filisteu, descrito como um gigante, foi derrotado pelo então pastor de ovelhas israelita com uma pedra e uma lança, que funcionava como um estilingue. No livro “David And Goliath: Underdogs, Misfits, And The Art Of Battling Giants” (“Davi e Golias: Azarões, Desajustados e a Arte de Lutar Contra Gigantes”, em tradução livre), o jornalista Malcolm Gladwell explica que há pistas nos versículos que falam sobre o confronto que levam a entender que Golias sofria de acromegalia, uma doença da glândula pituitária característica de pessoas muito grandes. 

O fato de que Golias ia ao campo de batalha levado por um assistente, de acordo com a Bíblia, pode ser uma prova de que o filisteu sofria de acromegalia, pois a doença causa perda de visão. Essa teoria é reforçada por uma fala do próprio gigante, que quando vê Davi, zomba: “Sou eu algum cão, para vires a mim com paus?”. Como Davi portava apenas uma vara de pastoreio, é provável que sofresse de visão dupla, outra característica do transtorno. 

Por fim, a forma como Davi derrotou Golias, com uma pedrada disparada com seu “estilingue” contra a testa do gigante, também pode ser comprovada. Para Gladwell, as pedras usadas por Davi tinham “duas vezes a densidade das pedras normais” devido à composição química das rochas na área do vale de Elah, e ele as estava disparando com uma arma que tinha o “poder de parada de um revólver calibre .45”, e a pedrada certeira, entre os olhos, derrubaria qualquer um. 

Jericó, Sodoma e Gomorra 

Jericó caiu quando os israelitas, liderados por Josué, conquistaram a terra prometida após o rio Jordão a seco. Por dias, marcharam com a Arca da Aliança em torno da cidade, tocando trombetas, até que no sétimo dia os muros da cidade caíram. 

Os cientistas apontam que a causa da queda pode ter sido um terremoto, pois Jericó era localizada em um vale de rifte, uma área considerada instável e propensa a atividade sísmica. O geofísico Amos Nur, pesquisador da Universidade de Stanford, a descrição bíblica da tomada da cidade é compatível com os terremotos registrados na região. 

“Esta combinação, a destruição de Jericó e a interrupção do Jordão, é tão típica de terremotos nesta região que resta pouca dúvida sobre a realidade de tais eventos no tempo de Josué”, afirmou, em entrevista ao jornal The New York Times. 

Sobre Sodoma e Gomorra, a destruição da cidade com fogo vindo do céu pode também ter sido causada por um terremoto. O antropólogo forense Mike Finnegan descobriu na região restos de homens da Idade do Bronze que morreram por esmagamento, indicando atividade sísmica bem perto do tempo em que a história bíblica teria acontecido. 

O tremor poderia ter colocado pressão sobre depósitos subterrâneos de asfalto, que por sua vez poderia ter sido expelido com muita força, já inflamado por incêndios na superfície, atingindo a cidade como uma grossa chuva de fogo. 

Essa teoria foi colocada à prova nos laboratórios de centrífuga da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, em escala, onde foi provado que um terremoto suficientemente grande naquela região poderia fazer com que o próprio chão sob as cidades se desmanchasse e as levasse para o fundo do mar. 

Jesus sobre as águas 

A explicação encontrada pela ciência, considerando a região onde os fatos narrados aconteceram, é bastante simples: congelamento da água. 

Um estudo realizado por uma equipe de cientistas americanos e israelenses chegou à conclusão de que as nascentes salgadas perto da região apontada como o local como onde aconteceu o “evento dos pães e dos peixes”, que precedeu a caminhada sobre as águas, somadas a períodos de frio que duravam muitos anos formariam as condições perfeitas para criar “nascentes congeladas”, que seriam pedaços de gelo logo abaixo da superfície do mar da Galiléia, quase invisíveis para alguém observando de longe. 

Doron Nof, professor de oceanografia física na Universidade Estadual da Flórida, nos Estados Unidos, classifica as chances de haver tais camadas de gelo sobre a água no período da história bíblica como “muito, muito altas”. 

Ressuscitação 

A ressurreição de três pessoas através de ordens de Jesus é vista pelos pesquisadores como uma coincidência ligada ao baixo conhecimento médico da época, que levava as pessoas a declararem outras como mortas de forma precoce. 

Como parâmetro, os pesquisadores apontam o livro escrito pelo empresário inglês William Tebb no início do século XX, em que ele listou 219 casos de pessoas que escaparam por pouco de serem enterradas vivas, 149 casos de enterros prematuros reais, 10 casos em que os corpos foram dissecados antes da morte por acidente e dois casos em que o embalsamamento foi iniciado em pessoas vivas. Tudo porque acreditava-se que estavam mortos. 

O mesmo caso foi registrado há poucos meses, quando um queniano que engoliu inseticida e passou mal a ponto de ficar como morto, acordou no necrotério 15 horas depois de ter sido examinado e considerado sem vida. 

Dez pragas do Egito 

Diversos cientistas consideram que as dez pragas seriam a combinação de diversos desastres ambientais. Um estudo feito por climatologistas na composição de estalagmites em cavernas egípcias levou à conclusão de que o faraó Ramsés II governou o Egito durante um período em que o clima era quente e úmido, mas que sofreu uma mudança drástica, tornando-se seco e ainda mais quente, causando a redução do volume de água do rio Nilo e o surgimento de uma bactéria de água doce, que deixa as águas vermelhas. 

Como consequência, os sapos migraram da região, proporcionando um aumento da população de insetos, que são transportadores de doenças, o que fez com que todo o gado ficasse sarnento e fraco.

Sobre as pragas seis, sete, oito e nove, os pesquisadores acreditam que elas foram proporcionadas por “uma das maiores erupções vulcânicas da história humana”, quando a mais de 600 quilômetros do Egito, na ilha grega de Santorini, o vulcão Thera teria vomitado bilhões de toneladas de cinzas no céu. 

Nadine von Blohm, uma física atmosférica, afirma que as cinzas vulcânicas combinadas com trovoadas poderiam ter causado terríveis tempestades de granizo, enquanto que o biólogo Siro Trevisanato diz que essa maior umidade teria proporcionado um aumento exponencial na população de gafanhotos, e os milhares de milhões de toneladas de cinzas seriam os responsáveis pelas trevas. 

A décima e última praga teria sido resultado de todas as anteriores, pois tantas circunstâncias teriam contaminado os alimentos, e estes seriam servidos, por questões culturais da época, primeiro aos filhos mais velhos, os primogênitos, que terminavam morrendo por ingestão dos alimentos envenenados.

Fonte: http://primeiraigrejavirtual.com.br/2015/08/22/ciencia-tenta-explicar-fatos-narrados-na-biblia-sagrada-e-encontra-indicios-de-que-foram-reais/

terça-feira, 18 de agosto de 2015

App para pagar dízimo se torna novo recurso para público evangélico

Por meio do iFé, cujo slogan é "a palavra do Senhor a qualquer hora, em qualquer lugar", o fiel poderá realizar diversos serviços, via smartphone. 

De olho no segmento evangélico, empresários resolveram adotar a onipresença da tecnologia para estreitar o contato da igreja com os fiéis. 

Por meio do aplicativo iFé, cujo slogan é "a palavra do Senhor a qualquer hora, em qualquer lugar", será possível realizar diversos serviços por meio do smartphone, inclusive pagar o dízimo por R$ 20 mensais no Eu Contribuo. 

A nova peça da tecnologia evangélica também permitirá que o fiel compartilhe com os demais a sua localização, por meio do Tô Aqui, Irmão. 

Além disso, também será disponibilizado ao usuário do app uma rede social exclusiva para igrejas, incluindo canal de vídeo com cultos e apresentações de artistas evangélicos, uma Bíblia digital, e o Quero te Escutar, um canal direto para o pastor, próprio para encurtar a distância com os fiéis. 

O iFé foi idealizado para o público evangélico no intuito de "abocanhar" parte do mercado de fiéis, formado por cerca de 45 milhões de pessoas. 

Conforme o jornal Folha de São Paulo, o aplicativo foi lançado no Salão Internacional Gospel, feira de negócios voltada aos evangélicos em São Paulo, no início deste mês. 

Faceglória 

Neste ano, um designer investiu R$ 40 mil em uma nova rede social voltada para a "família cristã": o Faceglória. Ao contrário do Facebook, o site não conta com likes/curtidas, mas com "améns". O Facebook, por sua vez, acusou o Faceglória de 'cópia' e pediu aos donos do site que mudassem o nome e endereço da rede social, inspirada no site de Mark Zuckerberg. 

Redação O POVO Online
Fonte: http://www.opovo.com.br/app/maisnoticias/tecnologia/2015/08/18/noticiastecnologia,3489351/app-para-pagar-dizimo-se-torna-novo-recurso-para-publico-evangelico.shtml

Sódio: resolva todas as suas dúvidas

Cinco tópicos importantes sobre o mineral e dicas para controlar o consumo.
Criança comendo com a boca fechada (Foto: Shutterstock) Bolacha, bolo, salgadinho, bisnaguinha, macarrão instantâneo, sanduíche. O que todas essas guloseimas têm em comum além de serem deliciosas? Elas escondem um perigo para a saúde do seu filho, o sódio. 

Esse componete é um dos minerais essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo. Porém, quando consumido em excesso, deixa crianças (e adultos) mais propensas a problemas cardiovasculares, hipertensão, colesterol alto, diabetes tipo 2 e obesidade. É justamente por isso que, pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou limites para o consumo diário de crianças. 

Pela nova recomendação, 2g de sódio diariamente bastam para que a saúde de crianças maiores de dois anos fique em dia. O problema é que o danado do sódio está em praticamente tudo o que consumimos no dia. Aí fica a dúvida: como fazemos para evitar o consumo? Abaixo você confere essa e outras respostas para as principais dúvidas sobre o assunto. 

Vale lembrar que a OMS não especificou quantidades para crianças menores de dois anos, mas você já leu aqui na Crescer que o ideal é a papinha do seu filho temperada com pouco ou nenhum sal, já que os alimentos que bebês consomem já têm a quantidade necessária de sódio. 

Sódio é sal? 

Uma pesquisa de 2011 realizada pela Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo constatou que 93% das pessoas que participaram da enquete acreditam que sal e sódio são a mesma coisa. Na verdade, não é bem assim. O sal de cozinha é formado por átomos de sódio (40%) e átomos de cloro (60%). Isso significa dizer que para descobrir a quantidade de sal precisa multiplicar o sódio por 2,5. Por essa conta básica, o alerta de 2g de sódio da OMS valem 5g de sal. 

O mal é imediato? 

Não. No começo o sódio não vai acusar nenhum mal para o seu filho. Porém, com o passar do tempo, essa quantidade vai se acumulando no organismo da criança. Quanto mais sódio, mais cedo ela terá problemas como hipertensão, diabetes tipo 2, colesterol alto e até obesidade. Como se não bastasse esse rastro de problemas, o sódio compete com a absorção de cálcio no organismo. O que quer dizer que o uso abusivo pode também causar no futuro osteoporose e raquitismo. 

Que alimentos evitar? 

Além de ajudar a realçar o sabor, o sódio serve como conservante, diminuindo a concentração de água no alimento e impedindo o crescimento e a proliferação de micro-organismos. Por isso, produtos industrializados, como comida congelada, salgadinho e biscoito recheado, e embutidos (salame, mortadela e salsicha) estão cheios de sódio. 

E a lista não pára por aí: pão de forma, refrigerante, cereal matinal, chocolate - principalmente o branco- e derivados de queijo e leite também apresentam boas quantidades do mineral. O consumo de todos esses alimentos deve, portanto, ser moderado pelos pais, mas a atenção precisa estar realmente voltada para dois dos campeões em sódio: macarrão instantâneo, cujo tempero contém até 50% da necessidade diária dedo organismo, e lanches de fast-food (que podem conter até 80% do consumo recomendado). 

Alimentos naturais contêm sódio? 

Sim. Feijão, soja, batata, tomate e acelga são fontes de sódio. Frutas, como pêra, banana, laranja e maçã, também contêm o mineral em sua composição. Como a concentração é baixa, se você encher o pratinho do seu filho com esses alimentos não vai fazer mal. 

Se sódio está em quase tudo, como controlar o consumo? 

Trocar as guloseimas por lanchinhos mais saudáveis, evitar comida congelada, moderar o consumo de fast-food, tudo isso ajuda muito. Mas, vamos nos concentrar em duas dicas bem importantes e simples. A primeira é ler o rótulo antes de comprar os produtos. Se o alimento é rico em sódio, se é gorduroso, se contém vitamina... está tudo discriminado na embalagem. É só a gente se lembrar de olhar. A outra dica parece estranha, mas ajuda: tirar o saleiro da mesa. Assim, você evita que o seu filho coloque mais sal no prato do que o necessário. 

Fontes: Jocemara Gurmini, pediatra, gastroenterologista e nutróloga do Hospital Pequeno Príncipe, e Eliane Cristina de Almeida, nutricionista da Unifesp. Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Criancas/Saude/noticia/2013/06/sodio-resolva-todas-suas-duvidas.html


Religião não torna ninguém fundamentalista, afirma Sóstenes Cavalcante

Religião não torna ninguém fundamentalista, afirma Sóstenes CavalcanteDentro das igrejas evangélicas não é pregado, nem estimulado discursos de ódio ou preconceito a comunidade LGBT, disse o parlamentar. 

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) declarou em audiência pública, promovida pelo deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), na Câmara dos Deputados, que mesmo tendo bandeiras e pensamentos distintos, está aberto ao diálogo com os parlamentares ligados ao movimento LGBT. 

As declarações foram dadas durante um debate sobre o projeto de lei (PL 3875/12) do deputado Carlos Manato (SD-ES) que inclui nova hipótese para anulação de casamento. A proposta permite a anulação quando um dos cônjuges tiver feito cirurgia de mudança de sexo, antes da união, sem ter informado ao parceiro. 

Na ocasião, representantes de diversas entidades ligadas ao movimento LGBT, sustentaram que o projeto é desnecessário, uma vez que o Código Civil já prevê essa hipótese. Também, falaram sobre intolerância e preconceito, afirmando que umas das principais causas do aumento da violência contra os transexuais é o discurso de fundamentalistas e religiosos. 

Único parlamentar evangélico presente no debate, Sóstenes esclareceu que dentro das igrejas evangélicas não é pregado, nem estimulado discursos de ódio ou preconceito a comunidade LGBT. 

“Qualquer pessoa que se diz religiosa deste país, e tem um comportamento desrespeitoso, elas devem está frequentando algum lugar que eu desconheço, porque nas nossas igrejas, não é o que se ensina. Muitas vezes sou chamado de fundamentalista por ser religioso e acho que a religião não torna ninguém fundamentalista, ela não nasceu para isso, e se alguns aproveitam da religião para ter esse tipo de comportamento, não é parte da religião e não é o que eu acredito”, esclareceu.

Sóstenes também afirmou que sabe exatamente o que é ser vítima de preconceito. “Eu vivi em uma época em que ser crente em uma escola era ser “o Bíblia”, “o crentinho”. Eu que sou de uma Assembleia de Deus, que algum tempo atrás, as mulheres eram proibidas inclusive de cortar os cabelos, só podia andar de saia, e éramos ridicularizados por isso, entendo bem o que é preconceito, porque eu vive tudo isso na pele”, relatou. 

A audiência pública foi realizada na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, na última quinta-feira, 13. Veja:

Máquina de Bill Gates que transforma fezes em água potável já está em funcionamento

JOP está instalada em Dakar, no Senegal, e atende a 100 mil habitantes

No começo do ano, Bill Gates compartilhou um vídeo em que ele bebia água feita a partir de fezes humanas. Agora, a máquina que recicla a água já está em pleno funcionamento

Fonte: http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/maquina-de-bill-gates-que-transforma-fezes-em-agua-potavel-ja-esta-em-funcionamento-18082015#!/foto/1

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Chris Duran afirma que não voltaria a cantar música secular

Chris Durán (Foto: Divulgação)
Pastor não aceita cantar ao lado de cantores evangélicos que não vivem a Palavra

Muito conhecido por sua carreira internacional na década de 1990, o francês Chris Duran teve grande sucesso no Brasil, para onde se mudou. Emplacou música na trilha sonora de novela da Globo, namorou a modelo e apresentadora da MTV Sabrina Parlatore e lotava shows por todo o país.
Após se converter em 2001, deixou o mercado de música secular e conseguiu uma trajetória de sucesso na música gospel. Aos 40 anos, o pastor e cantor Chris Duran lembra que foram apenas dois álbuns com músicas românticas, mas já são sete discos no segmento religioso.
“Não me arrependo da minha carreira. Foi ela que me levou à salvação. Ela foi necessária para que eu encontrasse a verdade. Me arrependo é dos pecados que cometi, do estilo de vida que levava”, asseverou Duran, em entrevista dada este mês ao site EGO.
Na contramão dos cantores que saíram do meio secular, passaram para o gospel e agora lançam CD com música romântica, Duran descarta essa possibilidade. Deixa bem claro que diverge de artistas como Baby do Brasil, Sula Miranda e Rosanah, que mesmo depois de terem se convertido continuam cantando músicas de seus antigos repertórios.
“Não gravaria em hipótese alguma uma música romântica, sem chance. A finalidade dos homens não é trabalhar para si. É viver e trabalhar para Deus. Não se deve usar o dom recebido para ser bajulado”, explica ele.
Admite que para muitos seu posicionamento é “radical”. Mas ele reforça: “Acho um absurdo certos cantores continuarem a cantar música secular. Jesus disse que numa fonte não jorra água doce e salgada. Posso até aparecer em programas seculares, mas firmando minha postura. O correto é fazer tudo para Deus”.
Ele também falou sobre a possibilidade de fazer “duetos” com outros cantores. Rejeita a possibilidade de fazer duetos com padres cantores, como Fábio de Melo ou Marcelo Rossi. “Não creio no ecumenismo. Segundo a Bíblia, nem todos os caminhos levam a Deus”, explica.
Sem citar nomes, é incisivo: “Também não faria duetos com alguns evangélicos que não vivem de fato a palavra. Já vieram me procurar, mas não me interessei, por mais famoso que fosse. Não entrei no ramo gospel atrás de fama”.
Ordenado pastor há sete anos, atualmente não está ligado a nenhuma igreja, mantendo seu próprio ministério itinerante. Casado com Poliane e pai de Esther, lembra que ganhava mais dinheiro nos tempos de cantor pop. Mas isso não é problema para ele.
“Os ganhos daquela época não se comparam aos atuais, mas o prazer compensa. Eu quis uma mudança real de vida, não apenas trocar de estilo musical”, finaliza.
Fonte: http://musica.gospelprime.com.br/chris-duran-nao-mercado-secular/

Polêmica estátua de Satã é inaugurada nos EUA

O culto The Satanic Temple inaugurou em Detroit (Michigan, EUA), no último sábado (25/7), a polêmica estátua de bronze de Baphomet - figura meio homem, meio bode. 



A estátua satanista seria inaugurada inicialmente em Oklahoma (EUA), mas a iniciativa foi vetada pela Justiça local. De acordo com a agência Reuters, a estátua, de 2,8 metros de altura, foi revelada aos seguidores da seita em um prédio industrial às margens do Rio Detroit. 

A inauguração seria em um restaurante, mas, assim que o proprietário soube que o evento reuniria satanistas, cancelou o evento. "Salve, Satã!", gritaram as centenas de convidados, que pagaram até R$ 255 para participar do culto. 

O Satanic Temple defende a separação entre Estado e religião. Nos últimos dias, um grupo de cristãos liderados pelo pastor evangélico Dave Bullock fez vigília contra a seita satanista. "A última coisa de que Detroit precisa é ter uma festa para o Diabo", disse Bullock.

Fonte: http://www.gospelchannelbrasil.com.br/2015/07/polemica-estatua-de-sata-e-inaugurada.html

Primeiras imagens do terceiro templo em Jerusalém.

Primeiras imagens do terceiro templo em Jerusalém. Assista!
Segundo o calendário judaico, este domingo (26/07) foi o nono dia do mês de Av. Recebeu o nome de Tisha Beav. É a data escolhida como dia de luto, em lembrança dos eventos mais trágicos da história judaica. Acredita-se que foi nessa data a destruição pelos babilônicos do Templo de Salomão, no ano 586 a.C., e a destruição do Segundo Templo, pelos romanos, no ano 70.
Cedo pela manhã, 900 judeus subiram ao Monte do Templo, numa caminhada pacífica. Contudo, ocorreu uma reação violenta de palestinos. Os não islâmicos são oficialmente proibidos de rezar no local, que fica bem no centro de Jerusalém. Policiais precisaram intervir e houve muita confusão, resultando na prisão de alguns judeus.
Hora depois, como uma espécie de resposta à violência com que foram recebidos, o Instituto do Templo publicou um vídeo mostrando as primeiras imagens de como será o terceiro templo em 
Jerusalém.

Criado por computação gráfica, o material mostra que estão prontas as plantas da construção e como será o interior do local que Deus mandou Salomão construir.
O vídeo de três minutos anda pelo santuário principal, mostrando como todos os detalhes seguem a Halakhic (lei judaica), desde as dimensões até as peças usadas no serviço sacerdotal. Existe até o espaço para reuniões do Sinédrio, que já está em atividade.
Em questão de minutos as imagens foram anunciadas por diversos sites especializados em profecias como “um grande sinal”.
Na verdade, todas as peças necessárias já estão prontas, incluindo o menorá, o altar do incenso, mesa com os pães da proposição.
Todos eles já foram mostrados pelo Instituto, totalizando 70 outros objetos sagrados, entre eles o altar do sacrifício e o véu que separa o Santo dos Santos. Os levitas já estão treinados e prontos para o serviço.
Uma campanha na internet havia levantado recentemente mais de US$ 100.000 para os planos arquitetônicos. O Instituto trabalha também para criar pela primeira vez em dois mil anos uma Novilha Vermelha, essencial para a purificação dos sacerdotes. Também já apresentou um plano de financiamento que possibilitaria reconstruir o local em pouco tempo.
O rabino Chaim Richman, Diretor do Instituto, lembra que “um terço de todos os mandamentos da Torá dizem respeito à construção do serviço no Templo Sagrado. Hoje, não apenas lamentamos a destruição dos dois Templos Sagrados, mas também nossa incapacidade de cumprir um terço da Torá.”
Além do Instituto do Templo, o Movimento Fiel da Terra de Israel liderado por Gershon Salomon está pedindo que o governo de Israel se manifeste.
Richman afirma ser inadmissível que bandeiras do Hamas e do Estado Islâmico terem sido exibidas no local várias vezes. “O Monte do Templo não é somente um direito civil para o povo judeu. Trata-se de oferecer o direito que toda a humanidade possa fazer orações no lugar mais sagrado… O que estamos falando aqui é de uma revolução espiritual, na qual o templo tem um papel muito fundamental. Acho que este assunto está se tornando mais popular do que nunca.”  Com informações de United With Israel eIsrael National News
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/imagens-projeto-terceiro-templo/

Atacante do Atlético MG troca baladas por cultos e agora faz parte dos Atletas de Cristo

Atacante do Atlético MG troca baladas por cultos
O jogador Thiago Ribeiro voltou a jogar em um time mineiro, dessa vez vestindo a camisa do Atlético. Mudar de time – ele já vestiu a camisa do Cruzeiro entre 2008 e 2011 – não foi a única diferença na volta do atleta para a cidade de Belo Horizonte.

Antes os lugares preferidos de Thiago na cidade eram as baladas, mas agora ele aproveita seus dias de folgas participando dos cultos da Assembleia de Deus.
“Não frequento mais baladas. Quando não estou viajando, vou de duas a três vezes por semana na igreja”, revelou o jogador de 29 anos que agora faz parte do time dos “atletas de Cristo”.
O jornal Hoje em Dia destaca também que Thiago deixou de ouvir sertanejo e hoje prefere os hits do mercado gospel. A mudança que essa conversão trouxe é que ele está muito mais próximo de seus familiares.
Thiago alugou um apartamento na Pampulha e convidou seus pais, José e Sandra, para morar com ele e faz questão de trazer sua filha, Milena, para passar as férias com ela (a garotinha de 5 anos mora com a mãe em Florianópolis).
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/thiago-ribeiro-troca-baladas-cultos

Atacante do Santos ora pela vida de morador de rua

Atacante do Santos ora pela vida de morador de rua
O jogador e pastor Ricardo Oliveira, do Santos, aparece em um vídeo publicado no Facebook orando por um morador de rua. Ao que parece, o homem foi ao Centro de Treinamento do Clube expressar seu amor ao time e teve esse encontro com o atleta.
O homem, que não teve o nome revelado, recebeu um broche e uma mensagem emocionante de Ricardo que o abraçou e disse: “Nada está perdido, sempre há a possibilidade de que amanhã pode ser melhor. Eu não conheço a sua história, eu não conheço a sua vida, mas saiba que amanhã pode ser melhor”.
Enquanto o torcedor do Santos chorava, Ricardo continuou ministrando, dizendo para que ele não perca as esperanças. O jogador sabe o que é passar dificuldades e relatou ao homem que já chegou a recolher papelão nas ruas para vender, comia comida do lixo e pedia ajuda nos faróis.
“Sempre que eu posso falo para as pessoas que as adversidades não servem para te jogar para baixo, tem que ser uma motivação para te fazer chegar onde você sonha”, disse.
“Deus pode mudar tudo, basta você acreditar”, ministrou o atleta que em seguida fez uma oração pelo torcedor.
A visita do homem ao CT dos Santos foi promovida pelo grupo “Praia Grande na Tela” a pedido de Fernando Monteiro Junior que conheceu o morador de rua enquanto distribuía sopa e lanches nas proximidades do Lixão da Praia Grande.
O diretor do CT, Wilson Garcia Morais, autorizou a entrada do grupo e Ricardo Oliveira fez questão de conhecer o torcedor e oferecer algumas palavras de motivação para ele.

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/atacante-santos-ora-morador-de-rua/

Dono do Facebook, doa 992 milhões de dólares para entidade que financia a maior rede de clínicas de aborto dos EUA

A revista Philanthropy (Filantropia) publicou um artigo intitulado “Uma Olhada nos 50 Doadores Mais Generosos de 2013.” O campeão na lista de doações é Mark Zuckerberg, dono do Facebook.
Em 2013 Zuckerberg doou 992 milhões para a Fundação da Comunidade do Vale do Silício (FCVS), na Califórnia. Antes, ele havia doado mais de 1 bilhão de dólares para a mesma fundação em 2012.
A FCVS faz parcerias com organizações que atuam no mundo inteiro, ajudando os doadores a enviarem suas doações para essas organizações.
Uma das organizações com as quais a FCVS colabora é a Federação de Planejamento Familiar, que é a principal rede de clínicas de aborto dos EUA. A FCVS doou mais 500 mil dólares só em 2012 para essa rede de clínicas de aborto.
Embora publicamente Zuckerberg não faça comentários sobre as entidades sustentadas por suas doações, ele disse que o foco da sua filantropia é as “crianças.”
Os Estados Unidos é a nação mais filantrópica do mundo e todas as grandes empresas têm suas fundações filantrópicas. Mas isso nem sempre tem a ver com caridade real.
Muitas décadas atrás, por causa da elevada taxação do governo dos EUA, famílias multimilionárias como os Rockefellers ajudaram na elaboração de leis para permitir que, em vez de dar ao governo milhões e milhões em impostos, as grandes empresas poderiam investir em causas “humanitárias.” Foi, acima de tudo, uma estratégia para proteger suas fortunas de serem abocanhadas pelo governo e ao mesmo tempo gastar o dinheiro em determinadas causas. Em outras palavras, mataram dois coelhos numa cajadada.
Foi assim que nasceu a infame parceria entre as grandes empresas americanas e a indústria do aborto e controle populacional. As empresas americanas investem enormemente nessa indústria e depois tudo o que precisam fazer é deduzir do imposto de renda.
Se o brasileiro, em sua burrice, sabe desviar dinheiro para causas pérfidas na ilegalidade, o americano, na sua astúcia, sabe fazer a mesma coisa na plena legalidade.
No caso dos Rockefellers, em vez de despejar nos bolsos do governo milhões em impostos, eles investiram na criação de universidades esquerdistas e muitas fundações filantrópicas. A mais famosa é a Fundação Rockefeller, que também tem atuação no Brasil, investindo na causa abortista há muitos anos. Promotores proeminentes do aborto no Brasil receberam bolsas de estudos e foram treinados nos EUA através da Fundação Rockefeller e outras fundações dos EUA.
Hoje, grandes empresas como a Apple, Microsoft, Google e outras têm suas fundações filantrópicas específicas para, de maneira plenamente legal, desviar seus recursos de impostos e investir em causas “filantrópicas”: aborto, agenda gay, feminismo, etc.
Portanto, o Facebook não é a única empresa fazendo “filantropia.”
E filantropia, pelo menos no modelo das grandes empresas americanas, raramente tem um foco nas necessidades das pessoas. Quase sempre, o foco é nas necessidades e ambições de organizações de controle populacional.
É uma corrupção extremamente refinada e com elegante máscara legal, onde o dinheiro que deveria ir para imposto vai para o bolso de organizações determinadas a destruir a vida e a família. Lamentavelmente, esse esforço de destruição é apresentado como “filantropia.”
Com informações de Lifenews.
Fonte: http://juliosevero.blogspot.com.br/2015/08/mark-zuckerberg-dono-do-facebook-doa.html

sábado, 8 de agosto de 2015

Magno Alves atleta do Fluminense, divide o tempo entre a bola e a Bíblia, e quer ser pastor

Magno Alves está fazendo curso para ser pastor.Fé e futebol movem o responsável por fazer os gols do Fluminense, sempre que tem a missão de substituir Fred. Aos 39 anos, Magno Alves que com o vigor com que se dedica em campo é o mesmo com o qual sobe ao púlpito e arrebata seguidores em cultos religiosos no Rio. 

Magno falou pela primeira sobre como concilia o papel de jogador de futebol com o de evangelizador — como o próprio se intitula neste momento. 

Na última segunda-feira, dia 03, o atacante esteve em um culto da Assembleia de Deus, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. E, por mais de uma hora, um novo Magno Alves surgiu. Em suas pregações, o artilheiro determinado se transforma em no pastor aguerrido, com menções da Bíblia na ponta da língua.


— Você tem que se aprofundar para ser pastor, e tenho feito isso. Ser pastor é algo futuro para mim, isso é fato. Mas não posso perder tempo agora. Posso pregar o evangelho mesmo não sendo formado — disse Magno Alves em conversa com o Jogo Extra. Com o microfone na mão e diante de dezenas de atentos fiéis, Magno cantou, esbravejou, e, acima de tudo, rezou. Antes católico, o atacante foi convertido em 2000, ao perceber que “cometia muitos erros na vida”. 

— Fui catequizado, cheguei a ser coroinha e participei de novena. Mas uma coisa que nunca fiz foi ler a Bíblia. Quando fiz isso descobri o quanto de errado estava fazendo na vida — disse Magno, sem detalhar seus erros.

No culto, o atacante mencionou que, àquela hora da noite, uma “festa” poderia estar em sua rotina. Hoje, isso passa longe de sua cabeça. Em um dos momentos do culto, os irmãos Rodrigo e Matheus, de 14 anos, que jogam na base do Madureira, foram abençoados por Magno. — Foi a primeira vez que isso aconteceu. Conhecemos o Magno pois ele é amigo do nosso pai, mas nunca estivemos em um culto com ele — disse Rodrigo. 

Entre os companheiros de elenco, o estilo de Magno foi bem recebido. Nas viagens da equipe no Brasileiro, os jogadores se reúnem para rezar. Tema combatido em sua pregação, Magno falou sobre as fofocas que acontecem nos bastidores do futebol. — Questão da fofoca, de disse me disse, existe em todos os âmbitos da vida. Felizmente nós temos um grupo maravilhoso. Parece brincadeira, mas isso é verdade. 

Leia mais: http://extra.globo.com/esporte/fluminense/titular-contra-avai-magno-alves-do-fluminense-divide-tempo-entre-bola-a-biblia-quer-virar-pastor-veja-video-17123729.html#ixzz3lAwGEJub

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Jogador de futebol comenta “conflito moral” entre carreira e ministério

Jogador de futebol comenta “conflito moral” entre carreira e ministério
É fácil ser jogador de futebol e pastor? Ricardo Oliveira, atacante do Santos, afirma que não e revela que muitas de suas atitudes em campo criam um conflito moral com seu lado religioso e que muitas pessoas até o provocam por isso.

O camisa 9 confirmou ao Lance! que já perdeu a cabeça no campo e que teve a hombridade de pedir perdão ao outro jogador.
“Sempre quis dar meu melhor, porque se vou disputar a bola, vou no corpo o mais forte que puder. Isso é competição, acontece, mas existe um preparo para dominar esses conflitos, para não chocar e extrapolar. Futebol é assim. No futebol você não pode pedir por favor, é outra linguagem, mas acabo me adaptando a isso”, disse.
Ricardo Oliveira chegou ao Santos e conquistou os colegas de elenco e também os torcedores, mas para gerar essa empatia ele tem que agir contra os seus rivais e impedir que eles façam boas jogadas faz parte da sua profissão.
“Quando estou jogando, minha cabeça está voltada para o futebol. Algumas vezes já fui provocado, falaram que eu era pastor, que não poderia fazer tal coisa. Aí não! Sou atleta, defendo um escudo, só não vou ser desleal, mas não vou deixar de competir 100%”, diz ele que é pastor da Assembleia de Deus.
“Vou correr, marcar, puxar, sair com marca no braço, mancando, mas acabou ali. De fato, não é fácil lidar com isso, mas consegui me preparar há muito tempo para lidar com isso e ser exemplo.”
Desde que chegou ao Santos, no começo dessa temporada, o atacante tem já marcou 20 gols, por conta de seus 11 gols no Paulistão, Ricardo Oliveira recebeu o título de melhor atacante, craque e artilheiro da competição.
Seu trabalho como pastor também recebe destaque: recentemente ela batizou dois jogadores do Santos Thiago Maia e Geuvânio, em sua própria residência localizada em Santana do Parnaíba (SP).
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/ricardo-oliveira-conflitos-carreira-ministerio/

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Cristãos chineses colocam cruzes em suas residências em protesto contra governo

Cristãos chineses colocam cruzes em suas residências em protesto contra governoA ideia é confrontar a determinação do governo que tem arrancado o símbolo das igrejas.
Desde o final de 2013 mais de 1.200 cruzes foram retiradas das igrejas na província de Zhejiang, na China. Porém a campanha do governo, que dá desculpas como “construções irregulares” para derrubar os símbolos cristãos, não tem impedido que mais cruzes sejam exibidas no país.
Algumas comunidades cristãs espalhadas pela China estão ganhando força e o sacerdote católico Dom Vicent Zhu Weifang chegou a liderar no último dia 24 um protesto contra as medidas repressivas do governo chinês juntando muitos católicos em defesa da fé.
Dom Zhu tem agido nessa causa desde o agosto do ano passado pedindo para que seus fiéis se posicionem, mas ele não está sozinho nessa luta, já que o número de cristãos só cresce no país. Para se ter uma ideia, só em Zeijiang há mais de 210 mil cristãos, a província de Wenzhou tem 120 mil membros, ou seja, a quantidade de fiéis é muito maior do que pensam as autoridades locais.
Porém para funcionar na China as igrejas precisam de autorização e a comunidade da província de Yongqiang não foi reconhecida, prejudicando a atuação dos religiosos nas igrejas.
Enquanto tentam resolver essa situação, católicos e protestantes estão se unindo para colocar cruzes de madeira em suas casas e carros. Se o governo impede que o prédio da igreja tenha cruzes, as residências dos cristãos estão transformando a paisagem das províncias, espalhando o símbolo que tanto incomoda o governo comunista.
Um dos líderes cristãos de Zheijiang já afirmou que a ideia é confrontar essa decisão colocando cada vez mais cruzes espalhadas pela província. “Cada vez que eles derrubarem uma cruz, nós vamos colocar novas. Estamos até pensando em fazer bandeiras e roupas com estampas em cruz. Faremos a cruz florescer por toda a China”, garantiu o religioso ao jornal The Guardian.
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/cristaos-chineses-cruz-residencias/

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Após separação, Kaká lê a Bíblia em igreja e recebe apoio de fãs

Após separação, Kaká lê a Bíblia em igreja e recebe apoio de fãs
Casal se preparava para renovar os votos no final do ano em uma viagem para Fernando de Noronha

Na última sexta (31), Carol Celico anunciou o término do casamento com Kaká. O jogador, por sua vez, foi ao culto na Primeira Igreja Batista de Orlando, onde leu um trecho da Bíblia.
Segundo informações da rede social Instagram, Kaká leu os versículos em português, enquanto os outros demais acompanhavam em inglês. Na mesma rede, o atual jogador do Orlando City postou uma foto da leitura da Bíblia, acompanhado do versículo: “Porque EU bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais”. (Jeremias 29:11).
Foram mais de 87 mil “curtidas”. Muitos fãs demonstraram seu apoio ao jogador durante esse momento complicado de separação. Alguns disseram que estão orando pelo atleta, outros limitaram-se a elogiá-lo como “exemplo”. Alguns responsabilizaram Carol pela separação, lembrando que eles já foram pastores da Igreja Renascer, mas teriam saído por influência dela.
O casal havia se separado no ano passado, mas tiveram uma reconciliação e planejavam inclusive uma cerimônia com renovação de votos.  Eles ficaram 10 anos casados e tiveram dois filhos, Luca, de 7 anos, e Isabella, de 4 anos.
Os motivos do rompimento definitivo não foram revelados e a empresária garante que somente ela e seu ex-marido conhecem os reais motivos que os levaram a tomar essa decisão.
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/separacao-kaka-biblia-igreja-apoio/

sábado, 1 de agosto de 2015

Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel

Brasil não reconhece mais Jerusalém como capital de Israel
Governo Dilma tenta apagar decisão histórica de Oswaldo Aranha

O moderno Estado de Israel reconhece que a articulação do diplomata brasileiro Oswaldo Aranha foi fundamental. Ele foi nomeado Presidente da Assembleia Geral da ONU, quando foi votada e aprovada a independência do Estado Judeu, após quase dois mil anos. A gratidão dos judeus é grande até hoje, sendo que existe uma rua em Tel Aviv com o nome dele.
Durante muitos anos os dois países tiveram boas relações. Contudo, desde o primeiro mandato de Dilma, isso foi se deteriorando. Ano passado, o Brasil foi um dos 29 países no Conselho de Direitos Humanos da ONU que votaram para a ONU investigar as ações de Israel contra terroristas islâmicos em Gaza (17 países se abstiveram, e apenas os EUA se opuseram).
Além disso, o Embaixador do Brasil em Tel Aviv foi chamado a Brasília para consultas. Cogitou-se que os países poderiam romper as relações diplomáticas. Após o imbróglio, o porta-voz do Ministério do Exterior, Yigal Palmor decretou: “Esta é uma demonstração lamentável porque o Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um ‘anão diplomático’”.
Agora, o portal Gospel Prime teve acesso ao passaporte de crianças brasileiras nascidas em Jerusalém. Estranhamente, cita-se a cidade, mas o espaço para o país é deixado em branco. Trata-se de um documento oficial, o que revela ser essa uma decisão federal.
Embora não tenha afirmado isso publicamente, o Brasil parece estar seguindo os passos dos Estados Unidos, que no mês passado parou de emitir passaportes de filhos de americanos nascidos em Jerusalém com a identificação que a cidade, de fato, fica em Israel.
Conforme previam analistas, essa decisão parece ter criado um efeito dominó, influenciando outras nações. Desde sua vitória na Guerra dos Seis Dias (1967), Israel reivindica Jerusalém como sua a capital “histórica e indivisível”. Os palestinos consideram a parte oriental da cidade como “território ocupado” e objeto de disputa.
Existem fortes indícios que o Conselho de Segurança da ONU deverá votar uma resolução para estabelecer definitivamente um Estado palestino. A atitude do Itamaraty indica que desta vez, o povo de Israel não poderá contar com o apoio dos diplomatas brasileiros.
A denúncia foi encaminhada ao Gospel Prime pela pastora Jane Silva. Ela conta que ligou para a Embaixada do Brasil em Tel Aviv e falou com o Conselheiro Sergio Pena. Ele confirmou a ordem do governo brasileiro e justificou que Jerusalém não pertence ao Estado Israel.
Fonte: http://www.cpadnews.com.br/giro-pelo-mundo/29262/brasil-nao-reconhece-mais-jerusalem-como-capital-de-israel.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=facebook